Kathryn Newton fala sobre entrar para a Marvel
Postagem por: KNBR 08/02/2021 às 8:11

Kathryn Newton concedeu uma entrevista para o Entertainment Tonight onde falou sobre seu novo filme “The Map Of Tiny Perfect Things” e sobre ser a mais nova contratada da Marvel Studios. Confira traduzida abaixo:

O destino desempenha um papel engraçado na carreira de Kathryn Newton. Não da maneira que ela sempre soube que queria ser atriz e agora aqui está ela, atuando, mas uma mão cósmica ativa fechando portas e abrindo de uma forma que só faz sentido com o tempo. “Você não pode se apegar ao que é bom ou ruim porque precisa abrir espaço para o novo”, diz ela, “o que é muito difícil de aprender.”

É uma espécie de epifania que ela teve enquanto fazia seu novo filme, a comédia dramática de loop temporal “The Map of Tiny Perfect Things”. Newton comemorou seu 23º aniversário em seu primeiro dia no set, no qual ela interpreta uma adolescente inexplicavelmente vivendo no mesmo dia várias e várias vezes.

“Eu sempre fui obcecada por esse deserto adolescente. Crescendo, eu sempre gostei daquela sensação de, por que este dia é o dia mais longo de todos? Por que essa aula é a aula mais longa da eternidade?” Newton conta ao ET. “Tudo é o fim do mundo. Tipo, ‘Quando eu vou me apaixonar, finalmente? Quando minha vida vai começar?'”

Em Tiny Perfect Things, Margaret se vê presa a uma anomalia temporal. Quando ela conhece Mark (Kyle Allen), a única outra pessoa que percebe que o tempo está passando, eles começam a descobrir todas as pequenas coisas que tornam aquele dia perfeito. O filme tira o chapéu para clássicos como o O Feitiço do Tempo e evoca um charme semelhante ao de Palm Springs do ano passado, com Margaret e Mark participando do loop temporal como dirigir um rolo compressor pela cidade e comer seu peso em sorvete, enquanto também se apaixonam e aprendem a seguir em frente.

E então aconteceu a pandemia. “Literalmente, tínhamos mais dois dias de filmagem”, lembra Newton. “Nosso produtor, Aaron Ryder, subiu em uma cadeira e disse, ‘Temos que parar. Todo mundo tem que ir para casa e esperamos que tudo fique bem.'” (Eles terminariam de filmar em quarentena sob os regulamentos de segurança da COVID-19.) O filme está sendo lançado agora, pois ainda estamos vivendo na época do corona. “Estamos no Mapa das Pequenas Coisas Perfeitas. É tão estranho; no entanto, quero sair disso. Quero sair disso”, diz ela.

Como o destino quis, ambas as experiências – de realmente filmar o filme e a quarentena imprevista que se seguiria – ajudaram Newton a aprender aquela lição difícil quando ela mais precisava. “Eu acho que é por isso que eu estava obcecada em ser um adolescente. Sempre foi tão bom ficar em momentos que significavam tanto. Quando você é jovem, você tem o luxo de fazer coisas que realmente não importam se rasgarem seu mundo.”

“Eu ainda me sinto assim”, Newton admite em uma chamada no Zoom em um hotel em West Hollywood. “Mas você tem que abrir mão do seu passado, seja ele bom ou ruim, se quiser continuar crescendo e se tornando a pessoa que deveria ser.”

Lockdown também foi a primeira vez, desde que ela era criança, que Newton não estava trabalhando de forma consistente. Tendo conseguido seu primeiro emprego aos quatro anos, nos últimos anos, ela passou por filmes premiados como Lady Bird e Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, para filmes de sucesso como Blockers e Pokémon Detective Pikachu. “Senti que era o topo da minha carreira. Achei que nada seria melhor do que isso.” Quando ela conseguiu o papel principal em uma série da Netflix, o drama The Society, parecia que Newton estava realmente tendo um momento.

“The Society mudou minha vida. The Society me deu muito, muito mais do que apenas um emprego. Eu tinha 21 anos e era a protagonista de um programa e não tinha ideia do que estava fazendo, não realmente. Acho que enganei todo mundo,” ela diz.

“Mas no meio da quarentena, deveríamos ir gravar [a segunda temporada] e a série foi cancelada”, ela continua. A Netflix desfez a renovação e decidiu não avançar em meio à incerteza em torno da pandemia. “Foi cancelada! Meu futuro foi baleado. Eu não tinha ideia do que fazer. E então, uma semana depois, recebi um telefonema da Marvel”, acrescenta ela.

A ligação era para o Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania. Durante o Dia do Investidor da Disney em dezembro, o chefe da Marvel Studios Kevin Feige anunciou que Newton iria estrelar como Cassie Lang (interpretada quando criança nos dois primeiros filmes Homem-Formiga de Abby Ryder Fortson e pós-Blip em Vingadores: Endgame por Emma Fuhrmann).

“Eu sempre quis estar em um filme da Marvel, minha vida inteira. Mas era só porque eu era uma grande fã. Cada vez que um deles saía, eu ia com meu pai. Foi o que fizemos juntos, e nós os amávamos”, diz Newton. “Foi nossa experiência, só eu e meu pai indo ao cinema. Mas eu não poderia ter dito a você quem eu queria ser. Ou mesmo se algum dia faria isso.”

No MCU, Cassie é filha de Scott Lang (também conhecido como Homem-Formiga) de Paul Rudd e sua ex, Maggie (Judy Greer). (Com o benefício da retrospectiva, Newton nasceu para interpretar a filha na tela de Paul Rudd e Judy Greer.) Nos quadrinhos, Cassie se torna uma heroína por si mesma, conhecida como Estatura, que é capaz de encolher e crescer como seu pai e eventualmente se junta aos Jovens Vingadores.

Não se sabe muito sobre Quantumania, exceto que Jonathan Majors também está se juntando ao elenco como Kang, o Conquistador, o Homem-Formiga de Rudd e Vespa de Evangeline Lilly, é claro, também estarão de volta, assim como Michael Douglas e Michelle Pfeiffer, e o título implica lidar com o reino quântico. Além disso, não há muito que Newton possa revelar: Como surgiu a escalação dela? “Eu jurei segredo!” E quanto a Cassie dos quadrinhos a atraiu para o papel? “Não posso dizer isso, porque não posso revelar o futuro!”

Ela leva o código de sigilo da Marvel a sério. Ela nem contou ao pai.

“Estou com tanto medo de dizer qualquer coisa, porque você conhece pais, eles falam, sabe o que quero dizer? Tipo, meu pai conta a todo mundo sobre o que estou fazendo. Ele não sabe de nada, e ele fica tipo, ‘Oh minha filha, ela joga golfe, ela está nesse filme, olha! ‘É tipo, pai, por favor, pare. Então, ele nem sabe ainda”, ela ri. “Quer dizer, talvez se ele viu no meu Instagram. Eu sinto que se eu não disser em voz alta para ele, eu não posso ter problemas se ele disser para alguém aleatoriamente.”

“Tudo o que posso dizer é que estou animada por fazer parte do Universo Marvel”, diz Newton. “É um sonho que se torna realidade e vou dar o meu melhor para ser a melhor super-heroína de todos os tempos.”

Fonte: ET

DESENVOLVIDO POR lannie d.